Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 29
  • OUTUBRO / 2017
    Fórmula 1
    México
  • 29
  • OUTUBRO / 2017
    Brasileiro de Endurance
    Viamão
  • 29
  • OUTUBRO / 2017
    Suzuki Off Road
    Campos do Jordão
  • 29
  • OUTUBRO / 2017
    Copa Brasil de Turismo 1600
    Caruaru

Noticias

29/09/2016
Nicolas Costa busca título da Super GT Italiana

Carioca tem 20 pontos de vantagem sobre o italiano Matteo Desideri e pode trazer mais um título internacional para o Brasil

O carioca Nicolas Costa demonstra que tem uma relação bastante intensa com a Itália. Campeão Europeu e Italiano de Fórmula Abarth, em 2012, o piloto de 24 anos é o líder na categoria Super GT do Campeonato Italiano de Grã Turismo, um dos principais campeonatos de carros de turismo do país, e está próximo de conquistar mais um título para o Brasil no automobilismo internacional. O carioca compete com uma Lamborghini Huracan pela equipe VSR, do ex-piloto de Fórmula 1, Vicenzo Sospiri.

Nicolas venceu no último fim de semana as duas corridas da sexta etapa, disputadas no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Imola, e fez barba, cabelo e bigode. Marcou a pole e também a volta mais rápida nas duas corridas. O resultado colocou o piloto na liderança do campeonato com 151 pontos, 20 à frente do italiano Matteo Desideri, restando apenas uma etapa para o fim do campeonato, marcada para acontecer nos dias 15 e 16 de outubro no circuito de Mugello.

"Estamos próximos do título, mas ainda restam 40 pontos em jogo e tudo pode acontecer. O GT Italiano tem uma regra de performance que "pune" os três primeiros colocados. Então, por conta disso, teremos uma tarefa complicada em Mugello", afirma, citando o regulamento, que determina um acréscimo de 15 segundos para o primeiro colocado da corrida anterior, dez para o segundo e cinco para o terceiro no momento da troca de pilotos. "Porém, o importante é que estamos rápidos e vou fazer de tudo para dar mais esse título ao Brasil", complementa.

O saldo da temporada até o momento é bastante positivo. Nicolas tem cinco vitórias em 12 corridas e vem se destacando como um dos principais pilotos do campeonato. Formou dupla com o brasileiro Fernando Croce nas duas primeiras etapas. Depois, o italiano Amir Krenzia foi o escolhido para juntar forças até a chegada do japonês Yuki Nemoto na quinta rodada dupla, em Vallelunga. A parceria foi de sucesso imediato e a dupla conquistou três vitórias em quatro corridas.

"Conheço o Yuki desde os tempos da F4 Japonesa, categoria pela qual corri no ano passado. Ele é muito rápido, constante e tem uma cabeça muito boa. Além disso, chegou em um bom momento do campeonato", explica. "Mas não posso deixar de agradecer aos meus dois companheiros de equipe no ano. O Fernando e o Amir, que também foram importantes nas vitórias que conquistamos no início do campeonato", conclui.

Nicolas Costa é o único piloto brasileiro que fez parte do programa de jovens talentos de duas das principais marcas de automóveis da Itália: Ferrari e Lamborghini. Desde 2015, o carioca tem contrato com a VSR, equipe pela qual compete no GT Italiano e disputa os campeonatos de acordo com os interesses da fabricante. "É um privilégio poder fazer parte de dois ícones da indústria automotiva mundial. São carros maravilhosos, de última geração e que povoam o imaginário dos amantes do automobilismo", finaliza.