Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Fórmula Indy
    Pocono
  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Brasileiro de Marcas
    A definir
  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Codasur Rally Sulamericano
    Bolívia
  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Stock Car
    A definir
  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Rally Cross Country
    Sertões
  • 19
  • AGOSTO / 2018
    Stock Light
    A definir



Noticias

26/03/2018
Copa SPR abriu sua terceira temporada

Kartódromo Beto Carrero recebeu belos grids e disputas emocionantes

O Kartódromo Internacional Beto Carrero, em Penha (SC), um dos mais modernos e completos do Brasil, foi o palco da abertura da terceira temporada da Copa SPR Light de Kart, competição que reuniu pilotos de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul no último final de semana.
 
Repetindo o formato que a consagrou como uma das mais importantes competições estaduais do Brasil, a Copa SPR Light contou mais uma vez com a mineira RBC para o fornecimento dos motores, garantindo assim o equilíbrio nas disputas. Onze categorias foram à pista para uma programação que se iniciou na sexta-feira (23) com os treinos oficiais e prosseguiu no sábado, quando os pilotos disputaram a tomada de tempos e duas baterias.
 
Competindo agrupadas, a Mirim e a Cadete reuniram 18 pilotos para um belo espetáculo – o maior grid do dia –, com disputas emocionantes e equilibradas. A primeira bateria teve Gabriel Malucelli como vencedor geral, seguido muito de perto por Felipe Vriesmann, vencedor na Mirim. Malucelli voltou a vencer na segunda bateria, mas desta vez teve Eduardo Araújo em 2º, a apenas 97 milésimos de segundo. Vriesmann, 8º na geral, venceu mais uma vez na Mirim e garantiu a vitória na etapa e a consequente liderança na Copa SPR, mesma situação de Malucelli na Cadete.
 
Também competindo juntas, a Júnior Menor e a Sprinter mostraram que a nova safra de pilotos – assim como na Mirim e na Cadete – é realmente talentosa. As provas foram bem disputadas e tiveram Mayke Naderer, da Júnior Menor, como vencedor em ambas, sempre seguido por Bruno Smielevski, piloto da Sprinter e líder em boa parte das corridas. Guilherme Backes e Luís Trombini Neto também se destacaram na Júnior Menor e subiram no pódio, em 2º e 3º, respectivamente. Smielevski, por sua vez, teve a companhia de Gabriel Ballstaedt (2º) e de Rafael Possenti (3º) no pódio da Sprinter.
 
A Graduados teve dois vencedores diferentes em suas duas provas, o que acabou gerando um empate em pontos. Leonardo Nienkotter venceu a primeira prova, seguido por Christian Castro, resultado que se inverteu na segunda bateria, quando Castro venceu com boa vantagem sobre Nienkotter. Empatados em pontos, restou aos organizadores buscarem o desempate no regulamento, do que se valeu Christian Castro para sagrar-se vencedor da etapa.
 
A Sênior e a Super Sênior, que levaram ao Kartódromo Beto Carrero os pilotos mais experientes da Copa SPR Light, fizeram belas provas, marcadas por bom equilíbrio e disputas bastante empolgantes. Alexandre Rigon venceu a primeira bateria na geral e, com duas vitórias em sua categoria, sagrou-se vencedor na Super Sênior. Marciano Cardoso, com um 3º e um 2º, garantiu o segundo lugar na rodada e a vice-liderança na Copa SPR. Alexander Cé, com resultados iguais aos de Cardoso, foi o 3º na Super Sênior.
 
Fernando Dias, por sua vez, venceu na Sênior depois de ter sido o vencedor da 1ª bateria e de ter sido o segundo na prova seguinte. Leonardo Nienkotter, que venceu a bateria 1 na pista, mas foi desclassificado por falta de peso, foi o segundo depois de ter largado nas últimas posições para vencer a segunda bateria na geral. Maikon da Costa foi o 3º colocado na Sênior, fechando o pódio da categoria.
 
Categoria mais rápida do kartismo brasileiro, a Shifter teve o domínio de um único piloto, o paranaense Nathaniel Bueno, autor da pole e vencedor das duas baterias. As provas, porém, não foram tranquilas para o vencedor em seu início, uma vez que ele foi atacado por Felipe Wolff e Leonardo Cruz, respectivamente, para apenas mais tarde conseguir impor-se para vencer ambas com boa vantagem. Wollf (2º e 3º) e Cruz (5º e 2º) subiram no pódio, em 2º e 3º.
 
Uma das mais novas categorias do kartismo brasileiro, a F4 Júnior – que a exemplo de suas “irmãs” compete com motores Honda, de 4 tempos – teve dupla vitória de Mayke Naderer, que venceu também na Júnior Menor. Rafaela Ferreira, representante do sexo feminino junto com Maria Eduarda Nienkotter, mostrou serviço e terminou as duas provas em segundo, mesma posição em que subiu no pódio. E Willian Rampinelli, o pole, foi terceiro nas duas, garantindo a mesma colocação na entrega dos troféus.
 
Por fim – mas não menos importante – as categorias F4 Graduados e F4 Sênior dividiram a pista para duas provas muito disputadas. Ricardo Pinheiro e Arthur Argenta, pilotos da F4 Graduados, dividiram as vitórias na geral e empataram em pontos. Argenta, no critério de desempate, levou a melhor e venceu a rodada, voltando para casa como líder da Copa SPR Light em sua divisão. Pinheiro foi o segundo no pódio, com o pole Eduardo Guidi em 3º.
 
Sílvio Jovita, 4º e 2º na geral, venceu as duas provas da F4 Sênior e subiu no pódio como o vencedor da etapa. Tick Saliba, 2º e 3º, fechou a rodada em segundo no pódio, enquanto César Santos (3º e 4º) completou o pódio da categoria, em 3º.
 
A Copa SPR Light, que terá quatro rodadas ao longo do ano, volta à pista nos dias 20 e 21 de abril, também no Kartódromo Beto Carrero, para sua segunda etapa da temporada.
 
Confira os resultados de pódio:
MIRIM
1 Filipe Vriesmann – 22 pontos (pole)
2 Christian Mosimann – 18
3 Davi Seibt – 15
4 Igor Silva – 15
5 Artur Motta – 12
 
CADETE
1 Gabriel Malucelli – 22 pontos
2 Dimas Mota – 16
3 Eduardo Araújo – 15
4 Rafael Vasco – 13
5 Erick Schotten – 12
6 Enzo Nienkotter – 9
7 Eduardo Lessa – 6
8 Romullo Ribas – 5 (pole)
9 Gabriel Ferreira – 5
10 Alfredinho Ibiapina – 4
11 Murilo Gobbi – 3
12 João Figueiredo – 2
13 Breno Ebrahim – 0
 
JÚNIOR MENOR
1 Mayke Naderer – 22 pontos
2 Guilherme Backes – 17
3 Luís Trombini Neto – 15 (pole)
4 Arthur Silva – 11
5 Gabriel Paiva – 11
6 Arthur Gama – 10
7 Enzo Marins – 10
8 Maria Eduarda Nienkotter – 6
9 Felipe dos Santos – 6
 
SPRINTER
1 Bruno Smielevski – 22 pontos (pole)
2 Gabriel Ballstaedt – 18
3 Rafael Possenti – 16
4 Luiz Moroni – 7
 
GRADUADOS
1 Christian Castro – 20 pontos (pole)
2 Leonardo Nienkotter – 20
 
SÊNIOR
1 Fernando Dias – 20 pontos
2 Leonardo Nienkotter – 11 (pole)
3 Maikon da Costa – 9
4 Juliano Rigon – 8
5 Maurício Pacheco – 7
 
SUPER SÊNIOR
1 Alexandre Rigon – 22 pontos (pole)
2 Marciano Cardoso – 17
3 Alexander Cé – 17
4 Rodrigo Bastian – 7
5 Fernando Scotti – 0
 
SHIFTER
1 Nathaniel Bueno – 22 pontos (pole)
2 Felipe Wolff – 17
3 Leonardo Cruz – 15
4 Raphael Campos – 13
5 Daniel Prado – 12
6 Diego Diehl – 9
7 Daniel Claudino – 7
8 Choka Sirtuli – 5
 
F4 JÚNIOR
1 Mayke Naderer – 22 pontos
2 Rafaela Ferreira – 18
3 Willian Rampinelli – 16 (pole)
4 Thyago Gobbi – 13
5 Matheus Schillo – 7
6 Bernardo Athayde – 5
7 Matheus Borba – 4
 
F4 GRADUADOS
1 Arthur Argenta – 20 pontos
2 Ricardo Pinheiro – 20
3 Eduardo Guidi – 8 (pole)
4 Eduardo Lazzari – 7
5 Benê Spengler – 6
 
F4 SÊNIOR
1 Sílvio Jovita – 22 pontos (pole)
2 Tick Saliba – 17
3 César Santos – 15
4 Guilherme Sell – 9
5 Guilherme Voltolini – 7
6 Júnior Moreira – 6
7 Nestor Ferens – 0
8 Fábio da Silva – 0