Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 28
  • ABRIL / 2018
    Brasileiro de Endurance
    Curitiba
  • 28
  • ABRIL / 2018
    Campeonato Brasileiro deTurismo Nacional
    Londrina
  • 29
  • ABRIL / 2018
    Fórmula 1
    Azerbaijão
  • 29
  • ABRIL / 2018
    Fórmula E
    França
  • 29
  • ABRIL / 2018
    Codasur Rally Sulamericano
    Argentina
  • 29
  • ABRIL / 2018
    Mitsubishi MotorSports Sudeste
    A definir

Noticias

26/03/2018
Marçal Müller sai na frente na Porsche Carrera Cup

Marçal Muller, Marcos Vario, Sylvio de Barros, Chico Horta, Werner Neugebauer, Vitor Baptista e Marco Billi vencem; e Edu Azevedo sai ileso após capotar oito vezes

Sobrou adrenalina na abertura do campeonato 2018 dos carros de corrida mais produzidos no mundo, com a estreia dos carros 4.0 na Porsche Império Carrera Cup e na Porsche Império GT3 Cup.


Teve vitória de ponta a ponta, largadas espetaculares, estreantes subindo no alto do pódio, veteranos brigando de igual para igual com jovens prodígios e até um espetacular acidente com múltiplas capotagens do qual o piloto saiu ileso.


As corridas foram bastante movimentadas, mostrando que o campeonato promete muito na temporada.


Quem levou a melhor na nova Carrera Cup 4.0 foi Marçal Müller. Campeão da classe Challenge em 2017, ele estreou na principal divisão e colocou seu nome na história como o primeiro vencedor da categoria. Com o segundo lugar na corrida 2, Marçal lidera o campeonato após a primeira jornada de sprint.


A segunda vitória do dia na categoria profissional com os novos carros coube a Werner Neugebauer. Ele já havia brilhado na primeira prova, assumindo a liderança na largada e sustentando a dianteira durante boa parte da corrida –até sair da pista em incidente com Lico Kaesemodel. Conseguiu voltar ao traçado, escalou o pelotão até o quinto lugar e foi ao pódio com merecimento. Na corrida 2, largou da mesma posição e assumiu a dianteira antes da primeira curva, para levar o carro #8 até o fim em primeiro.


A Carrera Cup 3.8 mostrou muitos pegas e a nova geração acelerando forte. No fim do dia prevaleceram os dois primeiros colocados na seletiva do Junior Program: o panamenho Marcus Vario (vice-campeão da seletiva nacional) levou a primeira corrida, com Vitor Baptista (vencedor do programa) erguendo o troféu na segunda. Terceiro colocado no Junior Program, Marcel Coletta também impressionou, cravando a pole da primeira corrida –que precisou abandonar ao desviar da capotagem de Edu Azevedo no início da prova.


O competidor do carro #88 disputava com Miguel Paludo e teve seu carro calçado após contato na entrada do miolo. O bólido decolou a 164 km/h segundo dados da telemetria. Edu capotou oito vezes, inclusive sobre um guard rail. Foi resgatado conforme os preceitos de segurança da categoria e transferido ao hospital de referência após passar pelo centro médico. Ele ficaria a noite de sábado internado sob observação –conforme o procedimento padrão em acidentes desta natureza–, com previsão de alta para domingo.


Na Porsche Império GT3 Cup o nome do dia foi Sylvio de Barros: largou da pole na primeira corrida, liderou de ponta a ponta para vencer, rodou na largada da corrida 2, escalou o pelotão e venceu novamente com autoridade.


Outro piloto que prevaleceu nas duas corridas de sua divisão foi Fernando Fortes, na recém-lançada subdivisão Carrera Cup 3.8 Sport. Ensopado de champanhe no pódio, o competidor do carro #32 destacou mais que seus triunfos, o fato de ter acompanhado o ritmo dos jovens competidores e o desafio maior que a temporada 2018 lhe apresenta concorrendo com os novos prodígios das pistas brasileiras.


Já a classe de entrada, a GT3 Cup 3.8, coroou dois novos vencedores: Chico Horta bateu Paulo Totaro por 0s163 para ganhar a primeira prova; na segunda, deu Marco Billi. Mas a liderança é de Totaro, graças a dois segundos lugares.
A próxima reunião da Porsche Império Carrera Cup acontece em Interlagos, no dia 14 de abril.

Porsche Império Carrera Cup


Corrida 1


A primeira prova da temporada de 2018 já começou com muita emoção. O pole position Lico Kaesemodel tentou manter a ponta vindo por dentro na curva 1, mas com uma boa manobra por fora Werner Neugebauer tomou a frente. Na classe 3.8, Marcel Coletta segurou a liderança, seguido por Gaetano di Mauro e Vitor Baptista.


Enquanto os líderes mantinham as primeiras posições, JP Mauro vinha para cima de Edu Azevedo na briga pelo quinto lugar. Miguel Paludo só observava logo atrás.


Na quinta volta, em disputa com Paludo, os carros se tocaram e Azevedo capotou por oito vezes. A prova foi interrompida, e o piloto logo foi atendido. No momento, Werner, Lico e Marçal Müller formavam o top 3 da prova.


Na categoria 3.8, Marcel Coletta precisou abandonar momentos antes da interrupção, ao desviar do carro acidentado. Assim, Marcus Vario assumiu a ponta, com Gaetano di Mauro em segundo. Na Sport, Rodrigo Mello estava na ponta, seguido por Fernando Fortes e Kreis Jr.


Na relargada, Werner se manteve na frente, com Lico em seguida. Pedro Queirolo foi para cima de Marçal, mas não obteve a ultrapassagem. Na 3.8, as posições seguiam as mesmas.


Na sexta volta, Gaetano passou Vario para assumir a ponta. Já na Sport, Fernando Fortes ocupava a primeira posição, sendo o quinto na categoria.


Na volta 11, Lico Kaesemodel foi buscar a liderança e veio por dentro na curva do Pinheirinho para cima de Werner. Os dois pilotos, então, saíram da pista. Marçal herdou a ponta, seguido por Pedro Queirolo e Constantino Jr.


O até então líder caiu para quinto posto, com Lico em sexto na categoria, mas apenas 14o no geral. Mas logo, o paranaense teve de abandonar com o carro danificado.


Com Gaetano na ponta da 3.8, Marcus Vario e Vitor Baptista começaram uma disputa acirrada pelo segundo lugar. Logo, a briga seria pela ponta. Isso porque, na volta 15, o primeiro colocado perdeu o controle do carro e foi para a brita deixando o caminho livre para os demais competidores.


Tranquilo na ponta da corrida, Marçal Müller levou o carro até o fim para vencer, seguido por Pedro Queirolo, Constantino Jr, JP Mauro e Werner Neugebauer.
Na 3.8, o triunfo foi de Marcus Vario, com Vitor Baptista, Murilo Coletta, Fernando Fortes e Kreis Jr logo atrás. Fortes ainda ficou com o triunfo na categoria Sport.

 

Corrida 2


Com a inversão de quatro posições no grid de largada nas duas classes, JP Mauro saiu na primeira colocação, com Constantino Jr em segundo, Pedro Queirolo em terceiro e Marçal Müller em quarto. Já na 3.8, Fernando Fortes saiu na frente, seguido por Murilo Coletta, Vitor Baptista e Marcus Vario.


Na largada, Werner Neugebauer pulou do quinto lutar para a liderança. Quem também surpreendeu foi Marçal Müller, que foi para o segundo posto, com JP Mauro em terceiro.


Na 3.8, ao fim da primeira volta, Murilo Coletta já vinha na ponta, seguido por Vitor Baptista, Marcus Vario e Fernando Fortes, o primeiro da Sport.


Pouco tempo depois, Vitor foi para o primeiro lugar.


Enquanto Werner seguia bem na liderança da prova, Constantino Jr, Pedro Queirolo, Lico Kaesemodel e Miguel Paludo vinham em boa disputa pelo quarto lugar.


Após nove voltas e metade da prova, Werner Neugebauer vinha em primeiro, com Marçal Müller, JP Mauro, Lico Kaesemodel e Pedro Queirolo na sequência.


Já na 3.8, o top 5 tinha: Vitor Baptista, Murilo Coletta, Marcus Vario, Fernando Fortes (líder da Sport) e Kreis Jr.


Duas voltas depois, já no terceiro lugar, Lico Kaesemodel rodou logo após a reta principal, e seu carro voltou para a pista. JP Mauro até tentou desviar, mas tocou no paranaense. Fim de prova para os dois. Melhor para Pedro Queirolo, Miguel Paludo e Constantino Jr.


No meio do bolo da 3.8, Gaetano di Mauro e Marcel Coleta vinham escalando o pelotão e fazendo belíssima disputa.


Na reta final da prova, enquanto Neugebauer e Marçal estavam tranquilos na liderança, Miguel Paludo ainda buscava o terceiro posto e pressionava Pedro Queirolo. Mas não deu.
Assim, a segunda prova do dia da Carrera Cup terminou com vitória de Werner Neugebauer na classe 4.0. Marçal Müller, Pedro Queirolo, Miguel Paludo e Constantino Jr completaram o pódio.


Já na 3.8, o triunfo foi de Vitor Baptista, seguido por Murilo Coletta, Fernando Fortes, Marcus Vario e Marcel Coletta, que tinha largado na última posição. Fortes, novamente, foi o primeiro na Sport.

Porsche Império GT3 Cup


Corrida 1

Sylvio de Barros manteve a ponta na largada, seguido por Carlos Ambrósio e Tom Valle. Na classe 3.8, Marco Billi se manteve na ponta. Mas logo Chico Horta e Paulo Totaro passaram a persegui-lo de perto.


Ainda no inicio, Tom Valle subiu para o segundo lugar e começou a caçar Sylvio.


No inicio da sexta volta, o segundo colocado perdeu a freada e saiu da pista logo depois da reta, dando alivio para o líder. Logo em seguida, Valle saiu novamente da pista, ocasionando uma bandeira vermelha.


Enquanto isso, na 3.8, Marco Billi perdia posições, deixando Chico Horta na ponta. Na relargada, mais problemas para Marco, que não conseguiu sair do grid.


Com a retomada da corrida, Sylvio de Barros seguia na liderança, com Carlos Ambrósio e Maurizio Billi na sequência. Em disputa pelo sexto lugar, Márcio Mauro e Dominique Teysseyre saíram da pista logo na curva 1.


Entre os carros 3.8, o top 3 tinha: Chico Horta, Paulo Totaro e Patrick Choate.


Na parte final da corrida, Horta e Totaro passaram a fazer uma bela disputa pela ponta da categoria.


Na 4.0, Sylvio seguia em primeiro, e Maurizio Billi decidiu ir para cima de Ambrósio na disputa pelo segundo lugar.


Apesar das boas disputas, as posições não mudaram. Sylvio de Barros ficou com a vitória, seguido por Carlos Ambrósio, Maurizio Billi, Adalberto Baptista e Guilherme Reischl.


Enquanto isso, na 3.8, triunfo para Chico Horta, com Paulo Totaro quase obtendo a ultrapassagem na reta final. Na sequência, vieram: Patrick Choate, Alexandre Auler e Sangho Kim.

 

Corrida 2


A segunda prova da GT3 Cup teve a inversão de seis posições entre os pilotos da 4.0 e cinco postos na 3.8. Assim, Márcio Mauro e Sang Ho Kim largaram na frente de suas classes.


Márcio Mauro manteve a ponta no início da prova, com Maurizio Billi e Adalberto Baptista logo atrás. Vencedor da primeira disputa, Sylvio de Barros rodou logo depois da reta.


No início da segunda volta, Billi assumiu a liderança. Mauro, então ex-líder, passou a ser pressionado pelos demais adversários e logo superado por Adalberto.


Na classe 3.8, Marco Billi, Paulo Totaro e Patrick Choate formavam o top 3. Marco conseguiu uma boa recuperação após largar na última posição.


Na frente, Rouman Ziemkiewicz surpreendeu Márcio Mauro e Carlos Ambrósio e saltou do quinto para o terceiro lugar com uma ultrapassagem dupla ao fim da reta.


No início da 11a volta, Adalberto Baptista tentou a ultrapassagem em cima de Maurizio Billi na freada após a reta, mas perdeu a freada e saiu da pista. Mesmo assim, seguiu em cima do adversário na disputa pela ponta.


Adalberto novamente tentou passar pelo adversário no mesmo local no giro seguinte, mas novamente freou muito tarde. Assim, caiu para a quarta posição, atrás de Sylvio de Barros e Rouman Ziemkiewicz.


Na classe 3.8, nada de alteração entre os líderes: Marco Billi, Paulo Totaro e Patrick Choate.


No terço final da corrida, Maurizio Billi voltou a ser incomodado na ponta, dessa vez por Sylvio de Barros. Na 16a volta, Maurizio foi superado ao errar na curva 3.


A partir de então, a prova teve como principal disputa a luta pelo terceiro posto entre Rouman Ziemkiewicz e Adalberto Baptista. Na última volta, ambos se tocaram dando espaço para Carlos Ambrósio ultrapassá-los. Rouman em seguida abandonou.


Assim Sylvio de Barros venceu pela segunda vez no fim de semana, seguido por Maurizio Billi, Carlos Ambrósio, Adalberto Baptista e Luca Seripieri.


Na 3.8, o triunfo ficou com Marco Billi. Completaram o top 5: Paulo Totaro, Patrick Choate, Chico Horta e André Gaidzinski.

 

Declarações dos pilotos

“Estou muito feliz. Tive uma evolução constante no fim de semana. Fiz uma boa classificação, com o terceiro tempo. No início da prova, priorizei em economizar os pneus, o que acho que me ajudou no fim. Dei sorte também que os dois primeiros se enroscaram, coisa de corrida. Quero fazer bons pontos, pensando sempre no campeonato”
Marçal Müller, vencedor da primeira corrida da Carrera Cup 4.0

 

“Todo o fim de semana foi bom, estávamos com um ritmo bom desde o início. Na classificação, foi por pouco. Eu e o Lico (Kaesemodel) éramos os mais rápidos mesmo. A primeira corrida foi muito boa, mas foi uma pena. O campeonato vai ser decidido em poucos pontos. O quinto lugar na primeira corrida foi ótima, foram bons pontos olhando o saldo geral. A segunda corrida, não tem o que falar. Ganhar é o melhor que a gente poder querer. Foi muito bom”
Werner Neugebauer, vencedor da segunda prova da Carrera Cup 4.0

“Primeiramente, queria agradecer à Porsche pela oportunidade de fazer parte do Junior Program. Fiquei muito orgulhoso em conseguir a vitória na primeira corrida. Me senti muito bem nos treinos. Não fui muito bem na classificação por conta de um problema. Mas consegui superar isso na primeira corrida. Queria agradecer a todos”
Marcus Vario, vencedor da primeira prova da Carrera Cup 3.8

“Estou feliz para caramba. É muito bom representar, não apenas os patrocinadores, mas o Junior Program. Foi uma iniciativa que a Porsche teve nesse ano. Fico muito feliz em poder mostrar o resultado na pista. Durante os treinos, não estava tão rápido, mas continuamos trabalhando. Fiquei em segundo na primeira corrida. Na segunda, brigamos pela liderança logo no começo e, depois, foi manter o ritmo. Queria agradecer aos patrocinadores, à família”
Vitor Baptista, vencedor da segunda prova da Carrera Cup 3.8

 

“Fiz um P4 e um P3 andando com o a molecada. Foi gostoso. Temos de pensar pelo outro lado, isso nos estimula a treinar mais fisicamente para tentar chegar mais perto deles. Isso estimula muito. É muito bom”
Fernando Fortes, vencedor das duas provas da Carrera Cup 3.8 Sport

 

“Sabia que a segunda prova seria emocionante largando ali de trás, mas não que seria tanto. Foi incrível, o carro está fantástico. Consegui me divertir muito neste sábado, nem tenho o que falar”
Sylvio de Barros, vencedor das duas provas da GT3 Cup 4.0

 

“A primeira corrida foi muito perto, perdi rendimento e o Paulo Totaro foi chegando. Se tivesse mais uma volta, não sei o que iria acontecer. Mas foi muito bom. A segunda prova não foi tão boa. Dei uma rodada, mas depois me recuperei. Para a primeira etapa do ano, foi muito bom”
Chico Horta, vencedor da primeira prova da GT3 Cup 3.8

“Foi incrível, o fim de semana inteiro foi muito bom. Fizemos a pole position, foi uma recompensa por tudo o que estamos evoluindo. Tudo foi muito legal”
Marco Billi, vencedor da segunda prova da GT3 Cup 3.8

 

“Não tenho o pique da garotada, mas tenho constância. Então, vou lutar pelo campeonato. A ideia é manter a constância, conquistar pontos e, quem sabe, não dá certo neste ano. Foi muito bom, a pista de Curitiba é muito legal, o carro é muito bom. Me deram um acerto perfeito. Só tenho a agradecer: minha família, o Dener Pires e o Renan (Guerra, coach)”
Paulo Totaro, segundo colocado nas duas provas da GT3 Cup 3.8 e líder do campeonato


Resultados, sujeitos a verificação dos comissários:
Corrida 1
Porsche Império Carrera Cup 4.0


1) Marçal Müller
2) Pedro Queirolo
3) Constantino Jr
4) JP Mauro
5) Werner Neugebauer
Não completaram
Lico Kaesemodel
Miguel Paludo
Edu Azevedo

Porsche Império Carrera Cup 3.8


1) Marcus Vario
2) Vitor Baptista
3) Murilo Coletta
4) Fernando Fortes (S)
5) Kreis Jr (S)
6) Pedrinho Aguiar
7) Rodrigo Mello (S)
8) Eloi Khouri (S)
9) Tom Filho (S)
10) Bruno Baptista
11) William Starostik
12) Matheus Coletta
13) Gaetano di Mauro
Não completaram
Enzo Elias
Marcel Coletta

Corrida 1
GT3 Cup 4.0


1) Sylvio de Barros
2) Carlos Ambrósio
3) Maurizio Billi
4) Adalberto Baptista
5) Guilherme Reischl
Não completaram:
Márcio Mauro
Dominique Teysseyre
Tom Valle
Rouman Ziemkiewicz
Luca Seripieri
Rodolfo Toni

GT3 Cup 3.8


1) Chico Horta
2) Paulo Totato
3) Patrick Choate
4) Alexandre Auler
5) Sang Ho Kim
6) André Gaidzinski
7) Marco Billi

Corrida 2
Porsche Império Carrera Cup 4.0


1) Werner Neugebauer
2) Marçal Müller
3) Pedro Queirolo
4) Miguel Paludo
5) Constantino Jr
Não completaram
Lico Kaesemodel
JP Mauro
Não largou
Edu Azevedo

Porsche Império Carrera Cup 3.8


1) Vitor Baptista
2) Murilo Coletta
3) Fernando Fortes (S)
4) Marcus Vario
5) Marcel Coletta
6) Kreis Jr (S)
7) Gaetano di Mauro
8) Bruno Baptista
9) Matheus Coletta
10) Eloi Khouri (S)
11) Rodrigo Mello (S)
12) Tom Filho (S)
13) Pedrinho Aguiar
14) Enzo Elias
15) William Starostik

Corrida 2
Porsche Império GT3 Cup 4.0


1) Sylvio de Barros
2) Maurizio Billi
3) Carlos Ambrósio
4) Adalberto Baptista
5) Luca Seripieri
6) Rodolfo Toni
7) Márcio Mauro
8) Guilherme Reischl
9) Rouman Ziemkiewicz
Não largaram:
Dominique Teysseyre
Tom Valle

Porsche Império GT3 Cup 3.8


1) Marco Billi
2) Paulo Totato
3) Patrick Choate
4) Chico Horta
5) André Gaidzinski
6) Alexandre Auler
7) Sang Ho Kim

Pontuação dos campeonatos


Porsche Império Carrera Cup 4.0


1. Marçal Müller, 40 pontos
2. Pedro Queirolo, 36
3. Werner Neugebauer, 34
4. Constantino Jr., 30
5. JP Mauro, 16
6. Miguel Paludo, 14
7. Lico Kaesemodel, 0
8. Eduardo Azevedo, 0

Porsche Império Carrera Cup 3.8


1. Vitor Baptista, 40 pontos
2. Marcus Vario, 36
Murilo Coletta, 36
4. Fernando Fortes, 32
5. Kreis Jr., 24
6. Pedrinho Aguiar, 15
Rodrigo Mello, 15
Eloi Khouri, 15
Bruno Baptista, 15
10. Gaetano di Mauro, 13
11. Tom Filho, 12
Matheus Coletta, 12
Marcel Coletta, 12
14. William Starostik, 7
15. Enzo Elias, 2

Porsche Império Carrera Cup 3.8 Sport


1. Fernando Fortes, 22 pontos
2. Kreis Jr., 18
3. Rodrigo Mello, 13
Eloi Khouri, 13
5. Tom Filho, 10

Porsche Império GT3 Cup 4.0


1. Sylvio de Barros, 42 pontos
2. Carlos Ambrósio, 36
Maurizio Billi, 36
4. Adalberto Baptista, 30
5. Guilherme Reischl, 22
6. Luca Seripieri, 12
7. Rodolfo Toni, 10
8. Márcio Mauro, 9
9. Rouman Ziemkiewicz, 7
10. Dominique Teysseyre, 0
Tom Valle, 0

Porsche Império GT3 Cup 3.8


1. Paulo Totaro, 38 pontos
2. Francisco Horta, 36
3. Patrick Choate, 34
4. Marco Billi, 30
5. Alexandre Auler, 26
6. André Gaidzinski, 24
7. Sang Ho Kim, 23
8. Nelson Monteiro, 0