Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 23
  • SETEMBRO / 2018
    Stock Car
    Velo Città
  • 23
  • SETEMBRO / 2018
    Mitsubishi Cup
    Cordeirópolis
  • 23
  • SETEMBRO / 2018
    Stock Light
    Velo Città
  • 23
  • SETEMBRO / 2018
    Seletiva Petrobras
    São Paulo - Aldeia da Serra



Noticias

14/05/2018
Werner Neugebauer vence a primeira e Lico Kaesemodel a segunda na Carrera Cup 4.0 em Interlagos

Nelson Monteiro arrebata as duas na GT3 Cup 3.8; Gaetano di Mauro e Vitor Baptista triunfam na Carrera Cup 3.8; Tom Filho e Tom Valle vencem pela GT3 Cup 4.0

O 78º aniversário de Interlagos foi festejado em grande estilo pelos carros de corrida mais produzidos no planeta. A terceira etapa do campeonato de sprint da Porsche Cup Império foi marcada por muitos pegas nas quatro corridas. Numa das mais belas disputas da tarde, pela GT3 Cup 3.8, três carros lutaram pela vitória nas duas últimas voltas, coroando o dia de provas.

Fora do cenário de disputa também sobrou adrenalina, com a visita do vocalista da banda britânica Iron Maiden, Bruce Dickinson, experimentando um dos carros 3.8 durante mais de 40 minutos no intervalo entre as provas da manhã e da tarde.

Na Carrera Cup 4.0 foram duas vitórias de ponta a ponta, primeiro de Werner Neugebauer e depois de Lico Kaesemodel. Assim como os pilotos da RCHLO e da Shell, Ricardo Baptista saiu da etapa com 36 pontos como os principais pontuadores da jornada. Mas a liderança trocou de mãos: Constantino Junior foi ultrapassado por Marçal Müller.

Após metade do campeonato, apenas dez pontos separam os quatro primeiros colocados (Marçal, Constantino, Werner e Miguel Paludo).

Na Carrera Cup 3.8 a liderança permanece com Vitor Baptista, o único piloto do grid com 100% dos pódios em 2018. Graças a uma ultrapassagem na primeira volta, ele venceu a segunda corrida praticamente de ponta a ponta -assim como fizera Gaetano di Mauro na prova da manhã. O vencedor do Junior Program acumulou 36 pontos em Interlagos, mas o competidor da Academia Shell Racing saiu da etapa como maior pontuador, ao somar 38 e assumir a terceira posição no campeonato. A vice-liderança é do ítalo-panamenho Marcus Vario, outro representante do programa de desenvolvimento de talentos da Porsche Cup.

Por pouco Tom Valle não arrebatou as duas provas da GT3 Cup 4.0. O competidor do carro #99 vinha na liderança quando pegou fluido deixado por outro carro na pista e escapou no final da primeira corrida. Tom Filho agradeceu e saiu com o troféu de primeiro lugar em sua estreia com os novos carros da geração 991/2. Na segunda prova, o carro #99 não deixou escapar o triunfo. De quebra, saiu de Interlagos como o maior pontuador da categoria (com 36 tentos).

Na GT3 Cup 3.8 o grande destaque foi Nelson Monteiro. Ele “gabaritou” a etapa, triunfando nas duas provas. E a segunda vitória foi épica, conquistada em disputa acirradíssima com Marco Billi e Patrick Choate nas duas últimas voltas.

Apesar de não terem vencido desta vez em São Paulo, Sylvio de Barros e Paulo Totaro, que chegaram à etapa como líderes dos campeonatos da GT3 Cup 4.0 e GT3 Cup 3.8, respectivamente, mantiveram o topo das tabelas de pontos com suas performances.

A próxima reunião da Porsche Cup Império é a etapa internacional de 2018, a ser disputada no moderníssimo circuito argentino de Termas de Río Hondo nos dias 8 e 9 de junho.

As corridas

Carrera Cup 1

A largada da primeira etapa do fim de semana ocorreu sem qualquer problema. Com os pilotos respeitando as linhas, quase não houve alteração entre os primeiros colocados. Na Carrera Cup 4.0, Werner Neugebauer seguia na ponta, seguido por Marçal Müller, JP Mauro e Lico Kaesemodel.

Na Carrera Cup 3.8, Gaetano di Mauro segurou a liderança, com Murilo Coletta e Eloi Khouri logo atrás.

Pouco tempo depois, os dois primeiros já alcançavam o fim do pelotão dos carros 4.0. Murilo atacou Gaetano, mas a manobra não deu o resultado esperado. Murilo bloqueou uma das rodas, então Luca Seripieri, da 4.0, e Eloi acabaram atingidos.

Quase ao mesmo tempo, Ricardo Baptista foi para cima de Lico Kaesemodel para chegar ao quarto lugar.

Com cinco minutos de prova, Werner Neugebauer seguia bem na ponta da Carrera Cup 4.0. Já na 3.8, uma boa disputa pela liderança entre Gaetano di Mauro e Marcel Coletta. Logo atrás, Marcus Vario apenas observava e se preparava para tentar dar o bote. Em quarto na classe, Rodrigo Mello estava na liderança da Sport.

Com Werner com 1s5 de vantagem em cima do segundo colocado Marçal Müller na 4.0, a disputa mais acirrada estava pelo quinto posto, entre Lico Kaesemodel e Miguel Paludo.

Enquanto isso, na 3.8, Gaetano ainda conseguia segurar o trio de vencedores do Junior Program: Marcel Coletta, Marcus Vario e Vitor Baptista. Logo atrás, também na disputa, vinham Enzo Elias, Rodrigo Mello e Bruno Baptista.

Ao fim da reta de largada, Vitor Baptista e Enzo Elias conseguiram superar Vario. Em seguida, Rodrigo Mello também ultrapassou o adversário.

Já Vitor Baptista, ao disputar posição com Marcel Coletta, arriscou manobra por fora e saiu da pista, perdendo o terceiro posto para Enzo Elias no processo.

Com pouco mais de oito minutos para o fim, em disputa pelo primeiro lugar da classe Sport da Carrera Cup 3.8 entre Fernando Fortes e Rodrigo Mello, o segundo perdeu a freada ao fim da reta principal e acabou batendo na barreira de pneus.

Com cinco minutos para o fim da prova, Werner Neugebauer seguia com tranquilidade na ponta da Carrera Cup 4.0, seguido por Marçal Müller e JP Mauro. Este último começava a sofrer pressão de Ricardo Baptista.

Gaetano ganhou fôlego na Carrera Cup 3.8, deixando as principais disputas entre os pilotos que vinham na sequência.

Com pouco menos de dois minutos para o fim, ao defender o terceiro lugar, JP Mauro rodou no S do Senna. Acabou ultrapassado por Ricardo Baptista, Lico Kaesemodel, Miguel Paludo, Pedro Queirolo, Daniel Schneider e Constantino Jr.

Ao fim da prova, Werner Neugebauer passou a ter dificuldades com o carro, sendo muito pressionado. Mesmo assim, confirmou a vitória na Carrera Cup 4.0, seguido por Marçal Müller, Ricardo Baptista, Lico Kaesemodel e Miguel Paludo.

Na 3.8, o triunfo foi de Gaetano di Mauro, com Marcel Coletta, Enzo Elias, Vitor Baptista e Marcus Vario logo atrás.

GT3 Cup 1

Em uma largada sem incidentes, o destaque ficou com Rodolfo Toni. O piloto pulou da sexta para a terceira posição. Mais à frente, o pole position Tom Valle e o segundo colocado Tom Filho, mantiveram suas posições de largada.

Na GT3 Cup 3.8, Chico Horta largou na pole e manteve o posto até o fim da reta oposta, quando caiu para último. Nelson Monteiro assumiu a ponta e cruzou a primeira volta liderando o pelotão da GT3 Cup 3.8.

No início da segunda volta, Tom Valle já tinha uma diferença maior de um segundo para Tom Filho, que era muito pressionado por Rodolfo Toni na GT3 Cup 4.0. A pressão foi tanta que Rodolfo ultrapassou Tom Filho no início da terceira volta, indo à caça de Tom Valle.

Pela GT3 3.8, na metade da prova, Nelson Monteiro sustentava confortável vantagem para Marco Billi que, por sua vez, sofria enorme pressão de Alan Turres. Na GT3 4.0. Adalberto Baptista, que fazia boa prova, acabou rodando na saída do Bico de Pato, dando adeus a disputa ao pódio.

Faltando poucas voltas para o fim da prova, uma reviravolta aconteceu. Alan Turres pressionava Marco Billi na briga pela segunda posição da GT3 3.8, quando acabou rodando na curva da Junção, abandonando a corrida. Marco Billi sentiu-se aliviado apenas por alguns metros. Na curva seguinte, perdeu o controle do carro e também rodou, deixando a briga pela vitória.

Pela GT3 4.0, Tom Valle tinha ampla vantagem, porém, faltando apenas quatro minutos para o fim da prova, o piloto do carro #99 acabou saindo da pista na descida do lago, jogando fora a vitória que era certa. O triunfo seria de Rodolfo Toni, mas não foi o que aconteceu. Na volta seguinte, ele acabou rodando e saindo da pista abrindo caminho para Tom Filho vencer a corrida, seguido por Sylvio de Barros, que ultrapassou Maurizio Billi na última volta e faturou o segundo lugar. Completaram o pódio Tom Valle em quarto lugar e Guilherme Reischl em quinto.

Pela GT3 3.8, a vitória ficou com Nelson Monteiro, seguido por Paulo Totaro, Marco Billi, Patrick Choate e Chico Horta, em bela corrida de recuperação.

Depois da bandeirada, os fiscais de pista observaram que havia fluidos despejados por alguns carros em mais de um trecho da pista, o que foi apontado como a provável causa das rodadas que movimentaram a prova em sua parte final.

Carrera Cup 2

Com a inversão de quatro posições no grid de largada, Lico Kaesemodel largou na pole position na segunda prova do dia na Carrera Cup 4.0, seguido por Ricardo Baptista, Marçal Müller e Werner Neugebauer. Enquanto isso, na Carrera Cup 3.8, foram cinco colocações. Assim, Marcus Vario começou na frente, com Vitor Baptista, Enzo Elias, Marcel Coletta e Gaetano di Mauro na sequência.

Na largada, Lico Kaesemodel segurou a pressão de Ricardo Baptista e se manteve na ponta. Miguel Paludo pulou para o terceiro posto.

Já na Carrera Cup 3.8, depois de uma volta, Vitor Baptista vinha na frente, seguido por Marcus Vario e Marcel Coletta. Rodrigo Mello e Matheus Coletta se tocaram logo depois da largada e ficaram pelo caminho.

Depois dos cinco primeiros minutos de prova, a Carrera Cup 4.0 tinha no top 5: Lico Kaesemodel, Ricardo Baptista, Miguel Paludo, Werner Neugebauer e Constantino Jr.

Já na Carrera Cup 3.8, Marcel Coletta, Bruno Baptista, Gaetano di Mauro, Murilo Coletta e Enzo Elias faziam uma bela disputa pelo terceiro posto. Na frente, vinham Vitor Baptista e Marcus Vario.

Com menos de dez minutos para o fim, Werner Neugebauer e Miguel Paludo disputavam o terceiro posto na Carrera Cup 4.0. Naquele momento, Werner vinha na frente.
A mesma posição era objeto de batalha intensa na classe 3.8, ainda entre Marcel Coletta, Bruno Baptista, Gaetano di Mauro, Murilo Coletta e, depois, Fernando Fortes, o líder da Sport. Até que na curva do Laranja, Gaetano se aproveitou e superou Bruno.

Nos minutos finais, Miguel Paludo deixou Werner Neugebauer para trás em ultrapassagem por fora no S do Senna na Carrera Cup 4.0.

Na Carrera Cup 3.8, Gaetano di Mauro superou Marcel Coletta, que também foi ultrapassado por Bruno Baptista.

Após tanta disputa, Lico Kaesemodel venceu a prova na Carrera Cup 4.0, seguido por Ricardo Baptista, Miguel Paludo, Werner Neugebauer e Constantino Jr.

O triunfo na 3.8 foi de Vitor Baptista, com Marcus Vario, Gaetano di Mauro, Marcel Coletta, Murilo Coletta, Bruno Baptista e Fernando Fortes, vencedor da Sport, em seguida.

GT3 Cup 2

Rouman Ziemkiewicz largou na pole position por conta da inversão de seis posições no grid da GT3 Cup 4.0. Mas Tom Valle, que saiu em terceiro, logo pulou para a primeira posição.

Na classe 3.8, o primeiro lugar era de Patrick Choate – foram quatro posições de inversão. Mas também não segurou a dianteira, uma vez que Paulo Totaro subiu para a liderança.

Após os cinco primeiros minutos de prova, Tom Valle começava a abrir vantagem na ponta da GT3 Cup 4.0. Adalberto Baptista, Guilherme Reischl e Márcio Mauro vinham atrás em bela disputa.

Líder do campeonato na categoria 3.8, Paulo Totaro seguia em primeiro, com Patrick Choate e Marco Billi em sua cola. Pouco tempo depois, Marco superou os dois adversários para liderar a disputa, com Choate atrás.

Depois de largar em primeiro e cair no pelotão, Rouman Ziemkiewicz passou a se recuperar. Logo superou Guilherme Reischl e Márcio Mauro para alcançar o terceiro posto na GT3 Cup 4.0. Mas a seguir Ziemkiewicz foi ultrapassado por Reischl e Rodolfo Toni.

Na na classe 3.8, a briga era pelo primeiro lugar, com Patrick Choate se aproveitando de uma breve queda de rendimento de Marco Billi para assumir a ponta.

Com menos de três minutos para o fim, Paulo Totaro e Alan Turres disputavam o terceiro lugar. Após um toque entre eles, Totaro levou a pior.

Alheio às disputas no restante do pelotão, Tom Valle manteve a liderança até o fim na GT3 Cup 4.0 para sair com a vitória. Adalberto Baptista, Rodolfo Toni, Guilherme Reischl e Tom Filho completaram o top 5.

Já na GT3 Cup 3.8, ainda houve tempo por uma eletrizante briga na liderança, com Marco Billi chegando ao primeiro lugar com duas voltas para o fim. Nelson Monteiro veio na sequência, deixando Patrick Choate em terceiro. Fim de prova? Que nada. Nelson Monteiro ainda ultrapassou Marco Billi na última volta para fechar com a vitória e 100% no sábado.

Os três foram seguidos por Alan Turres e Paulo Totaro para fechar os cinco melhores colocados. Turres depois foi punido pelos comissários desportivos, e a posição entre os quarto e quinto colocados acabou invertida na classificação oficial da prova.

O que eles disseram:

“A última corrida foi fantástica, de conquista de posições. Foi uma baita prova, com um aproveitamento fantástico. O dia foi maravilhoso, muito bom”
Nelson Monteiro

“Na primeira corrida, eu consegui largar bem, imprimi um forte ritmo no início e, no fim, o carro acabou perdendo rendimento. Na segunda, eu não fiz uma boa largada tão boa, mas consegui me posicionar bem, ultrapassei o Miguel (Paludo) e fiquei em terceiro lugar. Mas novamente o carro acabou perdendo rendimento. Tentei segurar, pois não tinha sentido forçar mais. Acho que foi um bom fim de semana para o campeonato”
Werner Neugebauer

“Na primeira bateria, o carro não era tão bom. No intervalo entre as duas provas, mudamos tudo, alteramos bastante o carro. Sentei com o Thiago (Meneghel, estrategista) e os engenheiros. Eles falaram que o carro tinha de ser bom ou ia escapar tudo no fim (risos). Consegui preservar os pneus, ter um carro equilibrado até o fim. Estou muito feliz”
Lico Kaesemodel

“Estou muito feliz com meu desempenho neste ano, começamos muito bem. Tivemos uma segunda etapa não muito boa e um grande susto no classificatório da terceira. Acabei fazendo conseguindo um segundo lugar na primeira corrida e um sexto na segunda. Erramos o acerto do carro, mas o importante é ser líder do campeonato. Já foi 50% da disputa, então, agora é focar nas próximas etapas, que são em pistas que eu adoro, e tentar fazer bons pontos na luta pelo título”
Marçal Müller

“Foi muito bom. Nessa segunda corrida, fui acertado no início e desalinhou um pouco meu carro. Então, tive de planejar, atacar aos poucos. Segurei os pneus e fui para cima depois. Valeu pelo fim de semana, fomos os maiores pontuadores. Estou muito feliz”
Gaetano di Mauro

“Estou bem feliz com a pontuação e o resultado geral das corridas. Esses 35kg de lastro dificultam demais o acerto, mas estamos conseguindo driblar isso, acertar o carro e tomar as melhores decisões para marcar bons pontos para o campeonato”
Vitor Baptista

“Foi bom demais, o carro é muito bom para guiar, um pouco mais arisco. A turma aqui (na GT3 Cup 4.0) briga mais para ceder a posição. Estou muito feliz, não imaginava chegar ganhando e fazer outro pódio. Estou muito feliz”
Tom Filho

“Na primeira corrida, dei azar, um retardatário rodou na minha frente, fui desviar e acabei rodando. É difícil digerir isso. Mas na segunda, deu tudo certo: larguei bem, assumi a ponta e, depois, só controlei a distância”
Tom Valle

“Infelizmente, não consegui fazer a primeira etapa. Mas tem os descartes, vamos ver. Estou tentando ir para Termas de Río Hondo, talvez eu não consiga fazer. O campeonato fica um pouco comprometido, mas se a gente for para lá e terminarmos bem, ficamos fortes na briga pelo título"
Ricardo Baptista

“Para mim, é até certo ponto surpreendente estar em segundo lugar no campeonato. Eu não tenho sido rápido nos treinos, tenho sofrido muito pela falta de treinamentos. Sinto dificuldades na leitura dos pneus e, por consequência, no setup do carro. Por isso, ando melhor na segunda corrida. Tem sido uma constante evolução durante o fim de semana. Só tenho de valorizar essa segunda colocação, estamos vivos. Vamos ver no que vai dar”
Constantino Jr

“Nos classificamos em sétimo para a primeira corrida e não foi o que queríamos. Erramos no acerto do carro no treino classificatório e acabamos largando em sétimo. Meu carro estava muito dianteiro na primeira prova e só piorou durante a corrida. Mesmo assim, chegamos em quinto. Mudamos completamente o acerto do carro para a segunda prova, consegui uma largada muito boa, caí para terceiro e, no meio da disputa, o Werner (Neugebauer) estava mais rápido e me passou. Fiquei seguindo ele e minha estratégia deu certo. Os pneus dele acabaram, consegui dar o troco. Nas últimas duas provas, era o carro mais rápido da pista, mas faltou tempo. Mas quinto e terceiro lugares foram bons resultados. O foco é sempre o campeonato, vamos focar nessa segunda metade agora”
Miguel Paludo

“O campeonato está muito disputado, estou focado e concentrado em conseguir bons pontos. Estou tentando ser mais conservador nas corridas, pensando sempre nos pontos. Acredito que estamos fazendo um bom campeonato, com a ajuda da equipe e dos engenheiros. Nessa corrida, conseguimos um quinto e um segundo lugares. Penso que está ótimo”
Marcus Vario

“Foi uma etapa boa, fizemos muitos pontos para o campeonato. Estamos nos recuperando do prejuízo que tivemos em Curitiba. O carro não estava tão bom. Segurei o que eu podia. O saldo foi positivo”
Marcel Coletta

“Na primeira corrida, nosso carro era muito competitivo. Tenho certeza que teríamos um bom resultado, mas nos envolvemos em um toque. Foi inevitável, tivemos de abandonar. A segunda corrida foi de recuperação, largamos em último e chegamos em quinto. Mostramos nosso potencial, dá para melhorar mais”
Murilo Coletta

“No campeonato da Sport, estou indo bem, com 100% de aproveitamento. Na geral, fiquei com duas sétimas colocações. Na segunda prova, consegui chegar nos pilotos mais jovens. Estavam uns cinco pilotos andando no mesmo ritmo. Foi legal. Queria congratular eles. Foi uma disputa de alto nível”
Fernando Fortes

“Consegui fazer algo do segundo ao terceiro quartos da segunda corrida que não tinha feito nem em classificação. Tinha um carro muito bom, estava com confiança. No fim do terceiro quarto da prova, o carro deu uma traseirada e me segurei. Depois, deu outra. Depois, o Marco Billi e o Nelson Monteiro chegaram em mim e me ultrapassaram”
Patrick Choate

“Foi legal, estamos chegando no nosso objetivo, que é evoluir sempre, aprender cada vez mais. Este foi o fim de semana no qual tive mais disputas de posições, estou aprendendo a me defender. Teve muitas trocar de posições na corrida, foi muito bom para a minha evolução”
Marco Billi

“O clima aqui é ótimo, as pessoas se gostam. O nível de pilotagem está cada vez mais alto, com os pilotos se respeitando cada vez mais. Tive uma boa disputa com o Marco Billi, ele me ultrapassou, tentei devolver, mas não consegui. Fiquei desapontado com a disputa que me fez rodar na segunda corrida, porém. Vamos pra próxima”
Paulo Totaro

Resultados

Corrida 1 - Carrera Cup 4.0

1) Werner Neugebauer
2) Marçal Müller
3) Ricardo Baptista
4) Lico Kaesemodel
5) Miguel Paludo
6) Pedro Queirolo
7) Daniel Schneider
8) Constantino Jr
9) JP Mauro
Não completou:
Luca Seripieri

Carrera Cup 3.8

1) Gaetano di Mauro
2) Marcel Coletta
3) Enzo Elias
4) Vitor Baptista
5) Marcus Vario
6) Bruno Baptista
7) Fernando Fortes (S)
8) Pedrinho Aguiar
9) Matheus Coletta
Não completou:
Rodrigo Mello (S)
Eloi Khouri (S)
Murilo Coletta

GT3 Cup 4.0

1) Tom Filho
2) Sylvio de Barros
3) Maurizio Billi
4) Tom Valle
5) Guilherme Reischl
6) Rouman Ziemkiewicz
7) Adalberto Baptista
8) Carlos Ambrósio
9) Dominique Teysseyre
10) Márcio Mauro
11) Rodolfo Toni
12) Ramon Alcaraz

GT3 Cup 3.8

1) Nelson Monteiro
2) Paulo Totato
3) Marco Billi
4) Patrick Choate
5) Chico Horta
6) André Gaidzinski
7) Alexandre Auler
8) Anderson Faita
9) Sangho Kim
Não completou:
Alan Turres

Corrida 2 - Carrera Cup 4.0

1) Lico Kaesemodel
2) Ricardo Baptista
3) Miguel Paludo
4) Werner Neugebauer
5) Constantino Jr
6) Marçal Müller
7) Pedro Queirolo
8) JP Mauro
9) Daniel Schneider
10) Luca Seripieri

Carrera Cup 3.8

1) Vitor Baptista
2) Marcus Vario
3) Gaetano di Mauro
4) Marcel Coletta
5) Murilo Coletta
6) Bruno Baptista
7) Fernando Fortes (S)
8) Pedrinho Aguiar
9) Eloi Khouri (S)
10) Enzo Elias
Não completaram:
Rodrigo Mello (S)
Matheus Coletta

GT3 Cup 4.0

1) Tom Valle
2) Adalberto Baptista
3) Rodolfo Toni
4) Guilherme Reischl
5) Tom Filho
6) Rouman Ziemkiewicz
7) Sylvio de Barros
8) Márcio Mauro
9) Dominique Teysseyre
10) Maurizio Billi
Não completou:
Carlos Ambrósio

GT3 Cup 3.8

1) Nelson Monteiro
2) Marco Billi
3) Patrick Choate
4) Paulo Totato
5) Alan Turres
6) Chico Horta
7) Alexandre Auler
8) Anderson Faita
9) André Gaidzinski
10) Sangho Kim
11) Ramon Alcaraz

Foto: Luca Bassani